Papa diz que juízes não devem negociar a verdade e devem ser isentos

O papa Francisco divulgou um vídeo nesta quinta-feira (4) em suas redes sociais ressaltando a importância da independência dos juízes e disse ainda que devem ser “isentos de favoritismos e das pressões que possam contaminar as decisões que devem tomar”.

“Os juízes devem seguir o exemplo de Jesus, que nunca negocia a verdade. Rezemos para que todos aqueles que administram a justiça operem com integridade e para que a injustiça que atravessa o mundo não tenha a última palavra”, afirmou o Pontífice.

O vídeo mostra uma encenação de uma audiência em que as partes mostram diferentes imóveis: de um lado um prédio em um resort; do outro, uma casa simples.

No Twitter, vários seguidores fazem menções ao ex-juiz e atual ministro Sergio Moro, que tem sua atuação como juiz contestada após a divulgação de mensagens com o procurador Deltan Dallagnol reveladas pelo The Intercept Brasil.

Confira o vídeo