Nota da defesa do ex-presidente Lula

Sentença proferida hoje (25/04) pelo juiz da 34ª. Vara Cível da Comarca de São Paulo (Processo no. 1076258-69.2016.8.26.0100), Dr. Adilson Aparecido Rodrigues Cruz, reforça a arbitrariedade da condenação imposta ao ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva no chamado caso do “tríplex” do Guarujá. Referida decisão julgou

Dilma Rousseff: inocentes não devem cumprir pena

O STJ perdeu a oportunidade de fazer justiça, romper com o arbítrio e dar ao país um exemplo de isenção e coragem. O tribunal, em vez de restituir a primazia do direito, da lei e da razão, manteve uma condenação injusta. Ignorou todas as alegações apresentadas pela defesa e manteve a condenação política de um […]