Nota do PT: Ameaça a jornalistas é prenúncio do fascismo de Bolsonaro

O Partido dos Trabalhadores repudia as ameaças e ofensas contra jornalistas que vêm sendo feitas por dirigentes e apoiadores da candidatura do deputado fascista Jair Bolsonaro. O PT está solidário a cada jornalista ofendido ou ameaçado, independentemente de seu veículo de comunicação.

Mesmo divergindo das posições políticas e da linha editorial das grandes empresas de comunicação, o PT sempre respeitou o exercício da profissão e o direito de expressão dos jornalistas.

Os jornais e os jornalistas sabem disso. Quando divergimos da opinião, vamos ao debate com argumentos. Quando contestamos a informação, o fazemos por meio do direito de resposta.

O que se vê neste momento é a incitação ao ódio e à violência. É o prenúncio de algo ainda mais grave do que a censura, contra a qual nascemos lutando. É a agressão física e a intimidação moral dos jornalistas, para que não possam exercer livremente a missão de informar e opinar.

A candidatura de Fernando Haddad tem compromisso com a verdade, democracia e a liberdade. A candidatura fascista representa o oposto: criou uma indústria de mentiras, agride – até à morte – quem pensa diferente e ameaça a liberdade de imprensa. Esse comportamento bárbaro expõe, desde já, o que seria um governo fascista, que por isso mesmo será derrotado pelo voto do povo e pela união dos democratas.

Gleisi Hoffmann

Presidenta do Partido dos Trabalhadores