Nota de repúdio contra ataques a mulheres em Belém do Pará

As organizações abaixo assinadas vêm a público repudiar atos de violência de gênero e atentado contra a democracia perpetrada por fascistas. No último domingo, dia 16 de setembro de 2018, em Belém do Pará, três mulheres foram agredidas depois de saírem da reunião de organização de ato contra candidaturas fascista.

A militância do candidato à Presidência República, Jair Bolsonaro, agrediu duas jovens na Praça da República. O outro ataque foi a pauladas e ocorreu em um ônibus na Presidente Vargas, uma das principais avenidas da Capital do Estado.

Repudiamos todas as formas de Violência Contra Mulher. O Brasil teve vários períodos autoritários em sua história. Não podemos aceitar que uma sociedade que lutou por mais de vinte anos pela retomada da democracia neste país compactue com formas de violação de direitos e respeito aos humanos.

Defendemos a garantia do direito à memoria e à verdade do povo conhecer e reconhecer sua história. Somos movimentos de resistência popular e combatemos todas às formas de autoritarismo que pregam a volta da ditadura e de grupos fascistas, como também de grupos que contribuem com posturas conservadoras que criminalizam lideranças e movimentos que lutam pelos direitos humanos.

Queremos que haja investigação e responsabilização pelos atos criminosos. Todo nosso apoio e solidariedade às vítimas. Pela luta permanente pela efetivação de todos os direitos humanos! Basta de Violência contra as Mulheres!

Belém, 17 de Setembro de 2018.

Assinam a nota:

SDDH- Sociedade Paraense em Defesa dos Direitos Humanos

MST- Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra

MMCC- Movimento de Mulheres do Campo e da Cidade

CEDENPA- Centro de Estudo e Defesa do Negro

MAMA – Movimento Articulado Mulheres da Amazônia

Da Redação da Agência PT de Notícias