Entenda o que a acusação do triplex e do sítio têm em comum

Tramita atualmente na 13ª Vara Federal em Curitiba uma ação penal contra o ex-presidente Lula que o acusa de ser dono de um sítio em Atibaia. A propriedade tem dono atestado e registrado em cartório. O real proprietário declara o imóvel em seu imposto de renda desde sempre. Sua renda é compatível às suas posses.

Mas os procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato acharam por bem acusar Lula de ser dono do imóvel. E dizem ainda que a empreiteira Odebrecht pagou reformas por lá como forma de propina ao ex-presidente, em virtude de supostos benefícios recebidos em contratos com a Petrobras.

Qualquer semelhança com o caso do triplex do Guarujá não é mera coincidência. Em ambos, nenhuma prova da ligação dos tais contratos beneficiados e as supostas propinas pagas. Em ambos, propinas pagas ao ex-presidente por meio de reformas em imóveis. Como já disse o ex-diretor da empreiteira OAS, Paulo Melo, esta seria “a forma mais estúpida de se pagar propina”

Da Redação da Agência PT de Notícias